Câncer de próstata: causa, sintomas, tratamento e prevenção

22/11/2021 Saúde Saúde Livre Vacinas

O Câncer de próstata é o tumor que afeta a próstata,  e é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma), com uma Estimativa de 65.840 novos casos segundo dados do INCA, correspondendo a 29,2% dos tumores incidentes no sexo masculino, e 15.983 número de mortes. 

Embora seja uma doença comum, por medo ou por desconhecimento muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto.

Anatomia 

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso). A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

O que pode causar o Câncer de Próstata

Conforme consta no site do INCA – Instituto Nacional do Câncer, a idade é um fator de risco importante, uma vez que tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos. 

Outro fator de risco é o histórico de pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários) quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias. 

O excesso de peso corporal também está associado ao maior risco de câncer de próstata avançado. Alguns mecanismos biológicos têm sido propostos para explicar essa associação, como o metabolismo esteroide sexual desregulado, a hiperinsulinemia e níveis elevados de citocinas pró-inflamatórias.

Outro fator considerado é a exposição a aminas aromáticas (comuns nas indústrias química, mecânica e de transformação de alumínio) arsênio (usado como conservante de madeira e como agrotóxico), produtos de petróleo, motor de escape de veículo, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), fuligem e dioxinas estão associadas ao câncer de próstata. 

Os principais sinais e sintomas do Câncer de Próstata 

Em sua fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata, os mais comuns são:

  • dificuldade de urinar;
  • demora em começar e terminar de urinar;
  • sangue na urina;
  • diminuição do jato de urina;
  • necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.

Na fase avançada, pode provocar: 

  • dor óssea; 
  • sintomas urinários; 
  • infecção generalizada ou insuficiência renal.

Como tratar o câncer de próstata após diagnóstico 

O tratamento do câncer de próstata depende do estágio em que a doença foi diagnosticada, da idade e do estado geral de saúde do paciente.

Cada paciente deve ser avaliado de forma individual, visto que cada organismo reage de uma forma diferente e o tratamento deve ser recomendado de acordo com cada paciente. De uma maneira geral, a cirurgia, a radioterapia e a terapia hormonal costumam ser as opções mais comuns, de forma isolada ou combinadas. 

Conforme consta no site do INCA, para doença localizada (que só atingiu a próstata e não se espalhou para outros órgãos), cirurgia, radioterapia e até mesmo observação vigilante (em algumas situações especiais) podem ser oferecidos. Para doença localmente avançada, radioterapia ou cirurgia em combinação com tratamento hormonal têm sido utilizados. Para doença metastática (quando o tumor já se espalhou para outras partes do corpo), o tratamento mais indicado é a terapia hormonal.

Vale ainda ressaltar que esses tratamentos devem ocorrer de acordo com o recomendado pelo seu médico, é importante que se faça um acompanhamento regular quando houver diagnóstico, além de respeitar o que é recomendado para diagnóstico precoce quando houver algum fator de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata. 

Qual a melhor forma de prevenir o câncer de próstata?

Já sabemos que o sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para o câncer de próstata, por isso uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de desenvolver o câncer de próstata, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis, visto que uma alimentação balanceada traz inúmeros benefícios à saúde, e não somente a prevenção do câncer. Sendo assim, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como praticar atividade física regularmente, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Segundo o Ministério da Saúde, entre os fatores que mais ajudam a prevenir o câncer de próstata estão:

  • Ter uma alimentação saudável.
  • Manter o peso corporal adequado.
  • Praticar atividade física regularmente.
  • Não fumar.
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

Visite seu médico, cuide da sua saúde e não deixe que o preconceito influencie no diagnóstico precoce da doença, ele ainda é o nosso maior obstáculo. Informe-se e previna-se. 

Não deixe o preconceito tomar conta da sua saúde!

Posts relacionados

Quem precisa tomar a vacina contra o HPV

Se você já ouviu falar sobre a vacina do HPV, há grandes chances de você ter ficado com algumas dúvidas a respeito, e se […]

Saúde Livre Vacinas, 25 de novembro de 2021

Entenda os objetivos da campanha Novembro Azul

Novembro Azul é o nome dado ao movimento internacional criado para a conscientização do câncer de próstata e alertar os homens da importância do […]

Saúde Livre Vacinas, 18 de novembro de 2021

Descubra quais vacinas aplicar depois dos 4 anos

É comum os pais terem mais dúvidas quanto às vacinas que são necessárias após os 4 anos de idade do seu filho, isso acontece […]

Saúde Livre Vacinas, 11 de novembro de 2021