Boas práticas importantes na vacinação

14/02/2022 Saúde | Vacinas Saúde Livre Vacinas

Quem nunca teve dúvida quando foi se vacinar, se a vacina era segura, se o local respeitava todos os protocolos de segurança ou até mesmo se o profissional sabia a melhor forma de cuidar da sua saúde?  Pensando nisso, a Saúde Livre desenvolveu um material que vai ajudar a tirar algumas dúvidas que são comuns na sala de vacina, e que deixará esse momento muito mais tranquilo. 

1- Trabalhamos com vacinas de laboratórios renomados e de qualidade garantida;

A Saúde Livre preza a segurança e a qualidade dos produtos com que trabalha. A saúde dos nossos pacientes está em primeiro lugar, por isso trabalhamos com laboratórios reconhecidos e com credibilidade no mercado,  para que possamos priorizar o nosso cliente, lhe proporcionando o que há de melhor em termos de prevenção. 

Hoje a Saúde Livre trabalha com os seguintes laboratórios: 

ABBOTT – Abbott  Laboratories

FAP – Fundação Ataulpho de Paiva

GSK – GlaxoSmithKline

MSD – Merck Sharp and Dohme

SANOFI – Sanofi Pasteur

PFIZER

2- Manter a qualidade da vacina é fundamental na Saúde Livre 

Desde 2014 o refrigerador doméstico não é mais indicado para armazenamento de vacinas, pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI). A SAÚDE LIVRE trabalha com câmara fria profissional, segura e certificada, que oferecem benefícios de segurança como:

•Controle rígido de temperatura entre 2°C a 8°C, que é o recomendado para a conservação dos imunizantes;

•Sistema de alarme, quando há alguma mudança de temperatura;

•Sistema de baterias, que dá suporte em caso de queda de energia, para que seja mantida a temperatura da câmara fria;

•Sistema de discadora, que aciona o profissional por meio de telefone caso haja alguma instabilidade.

3- Preenchimento correto da Carteira de Vacinação 

No cartão de vacinação deverão constar, de forma legível, as seguintes informações:

I – Dados do vacinado (nome completo, documento de identificação, data de nascimento);

II – nome da vacina;

III – dose aplicada;

IV – data da vacinação;

V – número do lote da vacina;

VI – nome do fabricante;

VII – identificação do estabelecimento;

VIII – identificação do vacinador;

IX – data da próxima dose, quando aplicável. 

4- Técnicas de amenização da dor é algo que a Saúde Livre prioriza 

A Saúde Livre possui inúmeros itens que são utilizados para que o momento da vacinação se torne o menos doloroso possível. Uma das técnicas que mais trazem benefícios para os bebês, é a amamentação, sendo notável a diferença ao vacinar, pois sente-se seguro e protegido pela mãe nesse momento. É importante que se inicie a amamentação antes de realizar a vacina, para que mãe e bebê estejam confortáveis quando formos fazer. O contato corpo a corpo gera uma sensação de bem estar e proteção, tornando a vacinação um ato de prevenção, sem gerar desconforto ou medo para o bebê e a mãe. 

Outra técnica muito eficiente é o uso do Pikluc, que tem o objetivo de dessensibilizar a região da vacina, fazendo com que se reduza a sensação da dor causada pela agulha, sendo eficiente tanto em bebes quanto nos adolescentes e adultos. São várias as técnicas que podem ser usadas, como o gelinho, o buzzy, dentre outros itens que facilitam e tornam menos dolorosos esse momento de imunização. 

Existem também técnicas que são utilizadas para distrair o paciente, que tiram o foco da vacina e da agulha, e trazem uma sensação de relaxamento e bem estar. O óculos de realidade virtual, que traz o vídeo do guapo em 3D, é uma das mais utilizadas para crianças maiores, pois elas adoram e se mantêm atentas ao desenho, deixando de lado o ato da vacinação em si.   

5- Atendimento pós vacina. 

Sabemos que as orientações prévias de possíveis reações das vacinas são fundamentais, mas o atendimento pós vacina é de extrema importância também. Na Saúde Livre os pacientes que realizam a vacina, recebem uma ligação ou mensagem do profissional que realizou a vacinação para se certificar que ficou tudo bem no dia seguinte. É comum alguns pacientes aproveitarem esse momento para tirar alguma dúvida, e o profissional também consegue avaliar como foi a reação a determinada vacina e dar orientações de cuidado quando houver algum tipo de reação. O mais importante é mantermos contato e estarmos sempre a disposição para qualquer dúvida que possa surgir. 

6- Limpeza, segurança e organização. 

Em tempo de pandemia, onde o cuidado com a higienização se fez tão presente, não poderíamos deixar de ressaltar que essa é uma prioridade absoluta na Saúde Livre desde que surgimos no mercado. 

Lavar as mãos 

O ato de lavar as mãos é essencial para a prevenção e o controle de infecções, devendo ser praticado por todo o pessoal dos serviços de saúde. Na sala de vacinação esse procedimento deve ser rigorosamente obedecido para evitar a contaminação no preparo e na administração dos imunobiológicos.

Para a higienização das mãos, lave-as com água e sabão ou álcool 70%. 

Uso de Luvas 

Nas diretrizes internacionais e do Ministério da Saúde não se exige o uso de luvas ao administrar vacinas, a menos que a pessoa que administra a vacina entre em contato com fluidos corporais potencialmente infecciosos ou tenha uma lesão aberta na mão.

Higienização do ambiente

Diariamente é realizada a limpeza de toda a clínica de forma a manter/conservar os ambientes isentos de sujidade e risco de contaminação. 

Uso de uniforme 

O uniforme é uma das formas de identificação do profissional, além de tornar o ambiente mais padronizado e organizado. Na área da saúde o uso adequado do uniforme é essencial pois ele também é utilizado como equipamento de proteção individual. 

As boas práticas na sala de vacina começam muito antes do paciente chegar, faz parte do dia a dia da Saúde Livre se manter atualizada e sempre buscando conhecimento para que a vacinação não seja somente uma picadinha, mas que seja um ato de prevenção e atenção à saúde dos nossos clientes. 

Posts relacionados

Coqueluche: aumento de casos alerta para importância da vacina

A coqueluche é uma doença infecciosa que pode ser grave e potencialmente fatal em crianças com menos de um ano de idade. O número […]

Saúde Livre Vacinas, 17 de abril de 2024

Gripe, covid-19 ou VSR? Saiba quais são as diferenças

O Brasil registrou um aumento no número de casos de vírus sincicial respiratório (VSR) e de gripe nas últimas semanas. Eles corresponderam, respectivamente, a […]

Saúde Livre Vacinas, 11 de abril de 2024

Vacina contra câncer: conheça os imunizantes que previnem a doença

O desenvolvimento de uma vacina contra câncer é um objetivo antigo da medicina. Enquanto ainda não é possível evitar todos os tipos da doença […]

Saúde Livre Vacinas, 08 de abril de 2024