Vacina contra covid-19 aprovada protege contra nova variante

06/03/2024 Notícias | Saúde | Vacinas Saúde Livre Vacinas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou o registro da nova vacina contra covid-19 Spikevax nesta quarta-feira (06/03). A fabricação da dose monovalente é da farmacêutica Moderna, com registro pela empresa Adium.

Segundo a agência, o imunizante está atualizado contra a variante XBB 1.5 da covid. Conhecida popularmente como Kraken, essa subvariante da Ômicron ganhou nome de monstro ao se mostrar mais transmissível que as demais, o que teria elevado o número de casos no mundo nos últimos meses.

Outro motivo de preocupação com a XBB 1.5 é capacidade de evasão aos anticorpos neutralizantes. Ou seja, mesmo quem já havia sido imunizado poderia desenvolver a doença. Por outro lado, a proteção conferida pelas vacinas se manteve contra as formas graves e fatais da covid.

Além dessa variante, a nova vacina demonstrou gerar resposta imune contra linhagens XBB, XBB.1.16, XBB.2.3.2, EG.5, FL.1.5.1, BA.2.86, JN.1, HK.3.1 e HV.1.

De acordo com a farmacêutica, a atualização ocorreu rapidamente graças à plataforma mRNA presente no imunizante, acompanhando as mutações do SARS-CoV-2. “Essa tecnologia vem sendo estudada pela Moderna há mais de 10 anos e possui potencial de aplicação para diversas finalidades, como terapias oncológicas e outras doenças infecciosas”, afirma comunicado.

Originalmente, a Spikevax recebeu aprovação na sua versão bivalente no ano passado. Essa é a segunda vacina monovalente contra a XBB 1.5, e uma terceira ainda aguarda a análise da Anvisa para registro.

Posologia

Em crianças de 6 meses a 4 anos, a aplicação deve ocorrer em duas doses, com intervalo de 28 dias. Para crianças dessa faixa etária que já tomaram alguma vacina contra covid ou têm histórico de infecção, além de maiores de 6 anos, adultos e idosos, é necessário uma única dose.

Atualmente, utilizam-se as vacinas monovalentes para as duas primeiras doses e o reforço. Mesmo assim, as bivalentes continuam em uso, indicadas para quem já recebeu pelo menos duas doses monovalentes previamente.

Posts relacionados

Coqueluche: aumento de casos alerta para importância da vacina

A coqueluche é uma doença infecciosa que pode ser grave e potencialmente fatal em crianças com menos de um ano de idade. O número […]

Saúde Livre Vacinas, 17 de abril de 2024

Gripe, covid-19 ou VSR? Saiba quais são as diferenças

O Brasil registrou um aumento no número de casos de vírus sincicial respiratório (VSR) e de gripe nas últimas semanas. Eles corresponderam, respectivamente, a […]

Saúde Livre Vacinas, 11 de abril de 2024

Vacina contra câncer: conheça os imunizantes que previnem a doença

O desenvolvimento de uma vacina contra câncer é um objetivo antigo da medicina. Enquanto ainda não é possível evitar todos os tipos da doença […]

Saúde Livre Vacinas, 08 de abril de 2024